quarta-feira, 4 de julho de 2012

Posso falar de amor?





                               É  isso mesmo, hoje eu vou falar de como eu vejo o amor.

(O pouco de minha opinião que vou deixar aqui, pode-se aplicar em vários tipos de relacionamentos)

Não acho que o amor procure por limites altos em um cartão de crédito, nem tampouco por carros importados.

Não acredito que o amor necessite de uma exposição diária em redes sociais, como se precisasse esfregar na cara dos outros que está feliz com alguém.

Não é amor em minha opinião, quando se pensa apenas na luxúria que um corpo escultural pode oferecer.
Não é amor quando se pede provas dele, porque meus queridos, o amor é testado diariamente.

O amor não procura por herdeiros de famílias ricas. ( isso é apenas oportunismo)


Quando o amor é puro, você anda a pé, de ônibus, de bicicleta... Você nem se importa em fazer os tais programas de índio.

Amor mesmo, não precisa da troca de status em Facebook. Afinal mudar um status, não significa que haverá fidelidade, sinceridade ou até mesmo lealdade.

E o amor puro, não se preocupa com o número que a balança aponta, se tem ou não cabelos e como eles são. Você ama cada defeito como se fossem qualidades.

Você sabe quando existe esse tal amor que estou citando, quando não te abandonam na primeira, segunda, terceira ...centésima briga.

Mesmo quando você perde o trabalho, perde a carreira, os cabelos, perde a sanidade... a pessoa que te ama de verdade, não te abandonará. Ela irá te dar a mão e irá te ajudar a se recompor e continuar em frente.

O amor verdadeiro, não sente inveja do salário da namorada/mulher ou do namorado/marido. Você não se importa se a carreira dele/dela deslanchou primeiro que a sua, você fica feliz apenas.


E você saberá que existe amor entre vocês, quando você cair na cama doente, e sua pessoa te medicar. Sua pessoa não irá dormir a noite porque estará te cobrindo para que não pegue friagem. Sua pessoa irá passar a noite inteira tomando conta de sua febre que vai e volta. Porque isso é amor, cuidar de quem ama sem esperar nada em troca.

Tenho comigo, que amor é uma loucura. Ele é cheio de carinho, brigas, beijos, sexo, risos, erros, chances, perdão, alegria...." N "sentimentos," N" momentos.

Você fica ali, lutando dia-a-dia para que dê certo, para que continue dando certo. Você cede, você se cala, fala...


E em minha singela opinião, quando alguém te larga na primeira "tempestade", desiste e te esquece.... Desculpe, mas isso não é amor!


Não importa o quão você se machucou num relacionamento passado, quando você encontra o amor, tudo torna-se flores novamente. Apenas saiba aproveitar o amor que existe em sua vida!


Beijocas e uma ótima semana à todos!


( PS : aos que tanto ficam me perguntando, sim eu sou lésbica!)

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Um vício chamado INTERNET!





Vou falar sobre algo que toma conta de nossas vidas por completo.
É nela que pensamos ao acordar, ao dormir. Deixamos até de mastigar direito só para correr até ela.
É claro que estou falando da INTERNET, o que mais seria? ... rs

Fomos apresentados à esse mundo MÁGICO, aonde com meros cliques, nos tornamos soberanos!
Nesse mundo tão incrível nos permitimos fazer compras, ir ao banco, cinema, livraria, loja de instrumentos musicais, ou até mesmo ao sex shop sem passar toda aquela vergonha desnecessária. E tudo isso, sem sairmos de casa.
Podemos ser nós mesmos, ou criar fakes para destilar a desordem. Nos sentimos seguros em opinar sobre diversos assuntos, sem medo de sermos repudiados.

Hoje em dia não se gasta dinheiro comprando jornal, CD's e DVD's originais ( eu ainda gasto, porque gosto de ter os originais), não se gasta dinheiro para ir ao cinema. Basta alguns cliques, e você tem a discografia completa de sua banda preferida, assiste aquele filme tão esperado. Você não precisa mais se dar ao trabalho de ir até a banca comprar um jornal só para saber o que acontece em sua cidade, ou no mundo. Toda informação útil ( e algumas vezes, inútil) estão diante dos teus olhos sem esforço algum.


Essa tal internet, é tão viciante, que mal acordamos e já ligamos o bendito computador para saber tudo o que aconteceu enquanto dormíamos.
Parece loucura, mas se antes tínhamos diários para poder escrever o que sentíamos sem ninguém saber, hoje é comum escrever tudo o que sentimos para todo mundo saber!
Todos escrevem sobre tudo ao mesmo tempo. Nossos olhos e o cérebro acompanham com a mesma velocidade que damos "F5".

Vivemos num mundo virtual em que existe a necessidade de publicar tudo o que estamos fazendo, seja com fotos ou em caracteres. E é essa necessidade sem limite, que chega a tornar uma pessoa desagradável em alguns momentos.

Quanto mais temos dessa rede, mais queremos. Vamos vivendo assim, sedentos de mais velocidade, de mais amigos, mais informações... como se não houvesse amanhã.
E em minha opinião, acabamos nos sentindo mais só do que nunca, porque desligamos o computador e ficamos vazios novamente, já que desaprendemos a viver na vida real.

Nesse mundo maluco em que entramos, tem todo tipo de pessoa. Os que são engraçados, os deprimentes, românticos, musicais, cinéfilos. Tem até mesmo " pessoas com mania de perseguição", que acreditam que tudo o que escrevemos é para elas. 

Gosto sim desse mundo chamado internet, não nego. Mas não sou tão carente a ponto de sair com amigos e ficar a noite inteira com o celular na mão ( tenho muito a falar sobre isso, mas ficará para o próximo texto). Tanto que, em casa existe uma única regra: Entrou, deixe o celular na bancada e só pegue ao sair!
( tem funcionado, e ainda não me mataram nas crises de abstinência rsrs).


Enfim, é muito bom sim viver antenado, saber de tudo, falar com todos. Mas é preciso limites, como em tudo na vida. Não deixe de viver sua vida real, só para ficar preso em frente ao computador.
Tem tantas pessoas maravilhosas lá fora, tantos momentos especiais para ser vivido.

Eu sei, piegas... Mas, é a pura verdade! Tem pessoas que trocam aquele churrasco com os amigos, aquela balada divertida, um passeio com o amor da sua vida só para ficar verificando atualizações da internet.


Então, saiba equilibrar sua vida virtual com a real. Com os olhos só na tela do computador, você não verá coisas boas passando por você!


Uma beijoca e um ótimo final de semana!


sexta-feira, 8 de junho de 2012

Nu, com a mão no bolso!

                               


                                            Eu vou falar de S-E-X-O!


Isso mesmo. NÃO ARREGALE os olhos, pois não é crime falar desse assunto.
Escrevê-lo não me torna uma depravada, e não os tornam ao lerem.


Afinal, quem nunca abriu uma revista com artigos similares a " 50 dicas para esquentar o sexo", e por aí vai.
Fomos feitos a partir disso, de sexo!


Bom, o que tenho para falar hoje é algo que talvez nem todos concordem, mas é a pura realidade.


O sexo não é o mais importante numa relação, mas ele é o termômetro, isso mesmo o que você leu!
É o sexo que mostra à quantas anda a paixão do casal, porque o sexo tem que ser repleto de paixão... do início ao fim.


Sexo começa com a troca de olhares cheios de malícia. E em instantes ele passa para o beijo que começa carinhoso, e de repente ele se torna aquele beijo devorador.
As mãos percorrem o corpo alheio, trazendo o arrepio ao toque. Os corpos se encaixam, eles criam movimentos sem ao menos notar.
O sexo apaixonante te faz gemer quase como um suspiro sem consentimento. Esse sexo tem faz suar, rir em meio de orgasmos ...
As pernas começam a sentir o tremor do prazer, e numa fusão de sorrisos sacanas e gemidos agudos, cai-se de lado, exausta... com a visão levemente embaçada.
E quando você pensa que acabou, é aí que tudo começa novamente.
Termina mesmo quando vocês se beijando carinhosamente e ficam coladinhos num momento de ternura.


Não estou dizendo que o sexo é o principal, mas é essa vontade de entrega, esse desejo pela sua pessoa, que te faz perceber como está a intimidade entre vocês.


Quando as coisas não andam bem em um relacionamento, o sexo não flui. Arranjam-se desculpas, desaparece tempo ... N motivos para evitar essa intimidade.


Nada melhor do que sexo com paixão, com carinho após momentos de selvageria.


Nada pior do que sexo por obrigação.


Então colega, se sua cama está com cara de domingo, está na hora de conversar, de avaliar o que está acontecendo com vocês.
E não adianta, se há problemas na relação, nada será resolvido com o sexo. Só irá te fazer se sentir pior, porque o sexo será morno e sem sentimento.




Amor necessita dessa entrega ... desse desejo!


Não tenha esse receio de falar sobre esse assunto. É um tabu ridículo, porque é algo natural e bom demais.


Lembre-se, fomos feito a partir disso e para isso!


Beijocas à todos e um ótimo dia frio!







sexta-feira, 1 de junho de 2012

Medo pra que?




                                        E lá estão as pessoas, acomodadas. 


Quem nunca esteve que atire um chiclete sabor morango pra mim.. rs

Então meus caros, sentem que a nossa prosa vai começar! ...

Em algum momento da nossa vida nos acomodamos.

Tem aqueles que se acomodam no trabalho em que estão. A maioria diz ter medo de não encontrar algo melhor. Mas eu pergunto, cadê a ambição? Cadê a vontade de crescer, de aprender façanhas diferentes?
Enquanto você tem esse medo, seu chefe está aí, berrando em seu ouvido e suas contas acumulando. Porque afinal seu salário não é lá aquelas coisas. E se você já pensou pelo menos 2 vezes em largar de seu atual emprego, colega, você não está feliz fazendo o que faz....

Tem pessoas que se acomodam em seus relacionamentos fálicos. Você já não sabe mais o que fazer para dar certo, a sintonia já acabou no furacão passado, e você está lá, com algum receio de terminar por medo de algo.
Medo do que? Solidão?
O mundo está abarrotado de pessoas. Pessoas apaixonantes que irão fazer seu coração acelerar em fração de segundos.
Medo de se arrepender?
Nada que uma boa conversa e sinceridade não ajude. Aliás conversa e sinceridade ajuda em tudo meu amor.


E também tem aqueles que se acomodam com o peso que tem, com a casa que tem, com a pintura gasta, com o sapato velho....


Já me acomodei em algumas vezes, assim como todos. Mas parei para pensar e ver o que me faltava.
Me demiti. Larguei empregos, que para muitos eram os melhores do mundo.
Terminei relacionamentos, engordei, emagreci, mudei a cor do cabelo .... enfim.


Precisei parar de ter medo. Porque assim como eu, ninguém precisa desse sentimento.
O medo te faz perder as melhores coisas da vida, ele te imobiliza quando na verdade você precisa se mover rapidamente.
Esse sentimento pobre, te faz travar e tira suas melhores chances de ser feliz.

E frases como " sei lá", "pode ser", 'tanto faz", "acho que" ... Guarde essas frases em baú e jogue no mar  e deixe afundar como o Titanic.


Tome uma atitude, se liberte, vá a arena ( tirada do filme Mensagem pra Você).
Abra sua mente para novas possibilidades, existem TANTAS coisas maravilhosas nesse mundão minha gente...
Abra sua mente para novos sentimentos.


Emprego não falta e tem seguro desemprego para isso.
Pessoas para se apaixonar não faltam, existem milhares querendo um carinho e amor ( ainda mais chegando o dia dos namorados).
Está difícil emagrecer querida? Desça antes do ônibus e ande. Vá ao mercadinho da esquina a pé e reduza tudo pela metade.


Afinal, tudo é incerto nessa vida, ninguém tem a fórmula correta para tudo ser maravilhoso e como tanto desejamos. É preciso correr atras do que te faz feliz.  


Experimente ao menos! 


Bom, é isso... 


Gostou? Segue o Blog aí, deixe seu comentário, me procure no facebook ou twitter. 


Não gostou? Que dó que dó... rs. Deixe comentário também. 


PS : Ainda estou preparando o texto sobre a polêmica de certas piadas que um amigão pediu, e sobre seriados que uma amigona pediu.. 


Beijocas e LIBERDADE à todos. 


domingo, 20 de maio de 2012

Amigos raros.





" A amizade é o conforto indescritível de nos sentirmos seguros com uma pessoa, sem ser preciso pesar o que se pensa, nem medir o que se diz."


                                        ( George Eliot )




Eu nunca fui uma garota popular na época dos estudos.
Eu nunca fui rica, e nem tive muito à oferecer em relação à status na sociedade e bens materiais.
E por esses motivos tenho poucos amigos. Mas antes poucos, do que um bando de interesseiros. 




Quero hoje falar de amigos. De amigos verdadeiros que "são pau pra toda obra",  e não te adulam com mentiras e palavras bonitas. 
Por que amigo que é amigo, está ao seu lado em QUALQUER MOMENTO.


Ok, tudo bem, é clichê. eu sei... mas quando trata-se de qualquer tipo de amor, nos tornamos bregas nas palavras mesmo ... rs.


Tive momentos "tensos" em uma boa parte dos anos que vivi até agora. Mas eles estavam lá, de alguma forma ou de outra, eles estavam lá me dando tudo o que eu precisava.




Quando meu pai faleceu, era época de ensino médio, e os poucos amigos que tenho me deram todo o suporte que eu precisava naquele momento. Lá estavam eles, no velório  tentando me fazer esquecer por alguns minutos de tudo ao meu redor. Eles estavam me falando besteiras e segurando minha mão... secando minhas lágrimas. 
Alguns ficavam em silêncio, só ao meu lado... e me bastou!




Na época em que sai da casa de mamãe, também tive amigos leais e sinceros ao meu lado. Esses poucos amigos me acolheram com suas verdades. E quando finalmente decidi contar a minha mãe sobre minha homossexualidade, lá estavam eles, prontos para enxugar minhas lágrimas. Eles ficaram magoados como eu, com "coisas" que ouvi. Por que amigos são assim!.




Nessa mesma época, lá estava eu, "sem lenço e sem documento" ... Sem coberta no inverno, sem muito dinheiro no bolso para o pão de cada dia...
Mas a vida me surpreendeu mais uma vez. Colocou em minha vida uma amiga. 
Lá estava ela, dividindo sua coberta comigo e juntando seus trocados com os meus para comprarmos torradas. Nossa amizade foi assim, descoberta em meio dos "perrengues" da falta de dinheiro e excesso de biscoito de polvilho ( piadinha interna rsrs). 




E existem tantos tipos de amigos, e muitos que são todos os tipos ao mesmo tempo. 


Eu por exemplo, sou vários tipos de amigos: 


Sou amiga mãe : Mando colocar o chinelo, mando ir comer direito, pergunto como foi o dia, eu cozinho para eles e dou bronca quando precisa ... ( é, amigos de verdade dão broncas sim!).
Sou amiga briguenta : Eu entro numa briga pelos meus amigos sim!. E fico brava quando alguém os magoa. 
Sou amiga irmã : Eu encoberto saídas escondidas dos pais. Eu os defendo na frente deles. 
Sou a amiga namorada : Eu ouço todos os problemas, e enquanto faço carinho ou cafuné, exponho meu ponto de vista. 
Sou amiga empregada : Chego já dobrando as roupas, arrumando a cama, abrindo as janelas e organizando tudo.


Por fim, sou amiga AMIGA : Tudo isso aí em cima junto e misturado rsrsrs.






O que quero dizer, é que amigos de verdade são poucos mesmo. Eles podem morar na sua rua ou em outras cidades. 
Você pode ter conhecido na escola ou na internet ( sim, eu tenho amigos que conheci pela internet e que me completam de certa maneira). Não importa o tempo e sim a intensidade.



É muito fácil ter amigos para mostrar o celular da moda, para passear no seu carro novo e para usufruir da sua mansão.
Mas eu quero mesmo aqueles amigos que passaram fome e frio comigo. Aqueles que me fizeram rir das situações mais tensas da minha vida. Eu quero aqueles amigos que me
aceitam e me amam pelo que sou e não pelo que tenho.




Amigos de verdade, irão ser sinceros em qualquer momento, seja para elogiar ou criticar. E os verdadeiros irão te zoar por qualquer motivo bobo.
Eles se preocupam, eles riem da sua cara e eles te abraçam com tado amor e compreensão que existe. 




Afinal, amigos nada mais são, do que a família que escolhemos para amar e conviver. 








Ficou extenso o texto  (sorry), mas convenhamos que esse assunto é complexo. Espero que tenham gostado... e que tenham bons amigos como eu.




E aos meus poucos amigos... " Tamo Junto".




Aquela Beijoca ^^













quinta-feira, 17 de maio de 2012

Minhas Verdades








Hoje vou postar um poema de minha autoria, e que adoro! 
Eu o escrevi pensando em tudo o que eu gostaria de  dizer antes de iniciar um relacionamento. 



Seria bem mais fácil se pudéssemos levar em um primeiro encontro uma cartilha de como somos, e do que não gostamos. 

Poderíamos evitar muitos dissabores e algumas brigas desnecessárias.

Mas a maioria é como eu. Preferimos entrar de cabeça em cada nova paixão, e deixar que tudo nos surpreenda! =D.





                                                Minhas Verdades

Machuque-me com as piores verdades e nunca me esconda algo por menor que pareça; 

Faça-me chorar com tuas criticas sinceras, e jamais reclame de minhas atitudes pelos meus ombros;

 Assopre-me quando estiver calor, mas não me deixe morrer de frio; 

Diga-me seus sentimentos olhando em meus olhos; 
Tenha coragem em me responder olhando-me fixamente;
Tenha respeito por meus sentimentos;
Seja leal...sempre seja leal, as piores traições começam com a falta dessa pequena palavra com grande peso;
E lembre-se que quando você acreditar estar traindo alguém, na realidade você está se traindo!!

Cuide de mim como uma peça de cristal, pois eu sou transparente e mais frágil do que se pode notar.
Eu sou aquela que deixará tudo de lado para apenas te ouvir, para apenas ser teu porto seguro!


E tudo o que peço, é que deixe-me te amar!




Eu desejo um ótimo dia, e que todos tenham muito amor na vida! 

Aquela Beijoca ^^

terça-feira, 15 de maio de 2012

Opinar ou não? Eis a questão!


   




 " Eu não compartilho a opinião de homem algum. Eu tenho a minha própria. "                                                                                                                                                          Ivan Turgueniev      






Vou começar o texto de hoje falando de algo pessoal, algo que na verdade sempre aconteceu comigo. 


Em qualquer lugar que eu vá, seja faculdade ou seja uma festa, sempre terá aquelas pessoas que não me conhecem direito e que irão me odiar. 
Você deve estar pensando que sou fútil e fresca.... não mesmo! rs.


Bom, eu costumo defender tudo aquilo que eu acredito, e sou de uma sinceridade ímpar. Só que aquelas pessoas que não me conhecem, acreditam piamente que sou brava ou que estou brigando. 
Na faculdade passei por tempos difíceis, pois havia um professor que me perseguia pelo simples fato d'eu ser uma pessoa com opinião própria. 
Na época do ensino médio, nas primeiras semanas de aula eu sofri um certo preconceito tanto pela maneira de me vestir ( gótica ), quanto pela maneira de me expressar. 




Eu tenho convicção naquilo que acredito, logo eu defendo meu ponto de vista com segurança. Seja na vida real ou na internet, eu vou expressar meu ponto de vista até quando eu puder e nem sempre irá agradar os demais. 


Só  que as pessoas estão tão acostumadas com superficialidade, que se assustam com pessoas que dizem a verdade ou que pensa na "lata".


E na internet há um grande problema. Você só tem palavras para defender seu ponto de vista, e nem sempre quem irá ler conseguirá entender o que você está dizendo. 
Na internet você não consegue explicar em qual tom você está dizendo aquelas palavras, e na maioria das vezes você é incompreendido


E na internet, há quem acredite que estou brigando, quando na verdade estou apenas expressando minha opinião! (fica o aviso para novos contatos rsrs).   


Eu adoro assuntos polêmicos, e adoro mais ainda quando pessoas entram numa discussão comigo para debater opiniões, por que isso é evolução. É dessa maneira que conhecemos as pessoas que nos cercam. E confesso que bondade demais me irrita. 


Eu gosto daquelas pessoas que assim como eu, defendem teu modo de pensar com unhas e dentes! 


Gosto daquelas respostas inteligentes, com uma certa ironia camuflada que quase passa despercebida. Eu gosto daquelas pessoas que sabem brincar com o significado das palavras. 


Gosto de dar e receber respostas que possuem uma educação e um cinismo que me faz ficar sem respostas. Pois essa sim é uma discussão que vale a pena. 


Vou ser sincera, existem pessoas que eu realmente não me incomodo em entrar numa discussão. Pois estas pessoas são aquelas que não sabem argumentar e apelam ridiculamente para xingamentos e se atrapalham em suas próprias palavras. 


Em alguns casos, eu até respondo determinadas pessoas que possuem vocabulário chulo, e minhas respostas sempre são de uma educação e sutileza que acabo deixando estas sem respostas.( Isso soou esnobe haha).


Defenda teu ponto de vista, o que é diferente de impôr! Por que isso também é trágico. Ninguém precisa pensar como você. E convenhamos que não teria graça se todos pensássemos da mesma maneira né? 


Mas vale lembrar aquela velha lição que mamãe nos dá desde pequenos : 


" Respeite o próximo em qualquer situação " 


Minha mãe costuma acrescentar: 


" Respeite o próximo em qualquer situação, pois ele pode estar armado! " ... rsrsrs.




Se você leu e não gostou, me procura no face e diga-me seu ponto de vista!
Se você leu e gostou, me procure no face e diga o que quiser! rs.


Beijocas e um ótimo dia!